quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Jesus Cristo, Rei do Universo - João 18,33-37

LECTIO DIVINA

Domingo 22 de Novembro de 2009

Autor: Pe. Gabriel Mestre

Tradução: Pe. Carlos Henrique

www.lectionautas.com

1 - LEITURA

O que diz o texto?

Indicações para a leitura

Queridos irmãos:

Neste Domingo, encerra-se liturgicamente o Ano B com a Solenidade de Cristo Rei. Esta é uma festa que, num primeiro momento, exigiria ser visivelmente “poderosa” e “triunfante”, devido à ideia do Rei e do reinado se situar nesta direção. No entanto, o texto evangélico de hoje é tirado da Paixão do Senhor. Isso já nos mostra com clareza como os caminhos de Deus muitas vezes não são os caminhos dos homens...

A Igreja escolhe este texto de João porque nos apresenta Jesus como “rei”. O evangelista João é o que mais desenvolve o encontro de Jesus com Pilatos na Paixão.

Pilatos lhe faz uma pergunta com um tom político, Jesus não responde diretamente a não ser através de outra pergunta. Ao procurador romano não lhe interessam estas reflexões e vai direto ao miolo: o que foi que fez Jesus para o entregarem em suas mãos?

Isto dá espaço para que o Senhor faça uma excelente catequese sobre “sua” forma de reinar. O Senhor não é como os reis deste mundo, se fosse assim, seus discípulos teriam reagido violentamente para que não fosse entregue nas mãos dos chefes dos judeus. Porém, Jesus, se bem que se diferencie dos poderes deste mundo, se autodefine como rei.

Seu reinado não é um reinado qualquer, está marcado pela verdade. O Senhor veio ao mundo para falar sobre a verdade que Ele mesmo é. O reinado de Jesus se manifesta nesta realidade tão ausente em nossos dias: a verdade. A verdade não só como elemento moral oposto à mentira. A verdade também como elemento existencial enquanto assumir com realismo e serenidade a própria realidade em seus aspectos bons, para desfrutar e gozar, e em seus aspectos não tão bons, para mudar e modificar. Só os que estiverem abertos à verdade serão capazes de escutar em profundidade e entender a mensagem do Senhor. Só os que tenham esta atitude farão parte do Reino de Deus que não se identifica com os poderes triunfalistas deste mundo senão com os valores mais profundos do Evangelho. Neste caso, é com a verdade que a Palavra de Deus nos presenteia para meditar neste último Domingo do Ano Litúrgico.

Saiba que: os quatro evangelhos canônicos possuem um amplo relato da paixão do Senhor. Nos três sinóticos, isto é, Mt, Mc e Lc, há uma tendência a narrar mais “historicamente” os acontecimentos, mostrando em parte a “crueldade” do momento que vive o Senhor. João mantendo a perspectiva histórica e dolorosa do sofrimento do Senhor, tende a narrar de maneira mais teológica desde a perspectiva da ressurreição-glorificação de Jesus Cristo, o Messias. É assim que em alguns textos destes relatos fica a sensação de que realmente é o próprio Jesus o que “direciona” os fios da trama. Se bem que ao ser sentenciado e morrer na cruz, já se percebe com clareza na mesma paixão que a ressurreição e glorificação são parte integral deste mistério.

Outros textos bíblicos para confrontar: Jo 19,19-22; Lc 23,35-43; Jo 8,32.

Perguntas para a leitura

  • Qual é o contexto do texto evangélico que nos ocupa este Domingo?
  • Qual é a função de Pilatos?
  • O que faz Pilatos no início do relato?
  • O que pergunta ao Senhor?
  • O que lhe responde Jesus?
  • Como reage então Pilatos?
  • Do que acusam Jesus? Por que está perante Pilatos? O que foi que fez?
  • Jesus é “rei”?
  • É como os “reis deste mundo”?
  • Como reina o Senhor?
  • Qual é a característica particular que nos assinala o Evangelho de hoje com relação ao reinado de Jesus?
  • Quem será capaz de compreender a mensagem de Jesus?

2 - MEDITAÇÃO

O que o texto me diz? O que o texto nos diz?

Perguntas para a meditação

  • Que impacto tem para mim este episódio da Paixão de Nosso Senhor?
  • O que penso da atitude aparentemente depreciativa de Pilatos?
  • De que forma eu posso “entregar” a Jesus como o fazem os sumos sacerdotes? Que atitudes anti-evangélicas fazem com que eu me transforme num que entrega Jesus?
  • Aceito que Jesus é Rei?
  • Compreendo que Jesus é Rei, porém não no sentido político triunfalista senão numa perspectiva profundamente religiosa e espiritual?
  • Como me disponho para celebrar a Solenidade de Cristo Rei?
  • Deixo que Jesus reine em meu coração?
  • Quais implicações concretas têm hoje para mim que o Senhor reine em minha vida?
  • Quais são os valores do reinado de Jesus que hoje de maneira particular terei que viver?
  • Como vivo o tema da verdade em minha vida? Estou no caminho da verdade ou me deixo levar pela mentira e a falsa fantasia e ilusão?
  • Quero ser realmente discípulo do Reino de Deus?
  • Desejo de coração escutar a palavra de verdade que Jesus me presenteia no caminho de minha vida?

3 - ORAÇÃO

O que digo a Deus? O que dizemos a Deus?

Para a oração utilizaremos algumas outras frases onde o Senhor nos fala sobre o tema da verdade no Evangelho segundo São João. Que elas nos iluminem para poder responder-lhe ao Senhor segundo o que lemos e meditado…

Jo 14,15-17

Se me amais, observareis os meus mandamentos. E eu pedirei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, que ficará para sempre convosco: o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê, nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e está em vós.

Jo 17,16-17

Consagra-os pela verdade: a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei ao mundo.

Jo 14,6

Jesus respondeu: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim.

4 - CONTEMPLAÇÃO

Como interiorizo a mensagem? Como interiorizamos a mensagem?

Para fazer a contemplação propomos ter o aspecto da verdade que aparece no Reino de Jesus. Repitamos ritmicamente o que Jesus hoje nos diz tratando de escutá-lo com nossos ouvidos e também com nosso coração:

  • “Eu vim ao mundo para falar acerca da verdade…”

5 - AÇÃO

Com que me comprometo? Com que nos comprometemos?

Proposta pessoal

  • Refletir e comprometer-se a abrir mais o coração a Jesus para que Ele e só Ele possa reinar. Quem reina em meu coração? Que lugar tem Jesus?

Proposta comunitária

  • Em teu grupo de jovens dialogar sobre o tema da verdade e a mentira no mundo contemporâneo. O que é verdade e o que é mentira? “Quem” é realmente a verdade para os jovens de teu ambiente?

Para ajudar, proponho três frases de Gandhi para confrontar e discutir:

· "A verdade é o objetivo, o amor o meio para chegar a ela."

· "A verdade é totalmente interior. Não há que buscá-la fora de nós nem querer realizá-la lutando com violência com inimigos exteriores."

· "A verdade jamais dana a uma causa que é justa."


Um comentário:

Tiago disse...

OLá Padre Carlos
Graça e paz!!

Estava pesquisando uma foto sobre o nascimento de Jesus... acabei acessando seu blog e gostei muuito. Já até adicionei ao meus favoritos. Deus te abençoe cada dia mais, e todo seu sacerdórcio.
Visite também meu blog e me conheça um pouco mais.

Abraços.